domingo, fevereiro 04, 2007

PARA O MEU PAI

FEZ AGORA, DIA PRIMEIRO DE FEVEREIRO, CINCO ANOS DA MORTE DO MEU PAI.
MEU DEUS COMO ESSE CARA ERA IMPORTANTE NA MINHA VIDA. ERA E É, POIS SUA MEMÓRIA SOBREVIVE E SUA PRESENÇA É AINDA MARCANTE NA MINHA VIDA.
O MEU PAI ME DEU BALIZA. MEU DEU A NOÇÃO DO CERTO E DO ERRADO E ME EXPLICOU QUE NEM SEMPRE O CERTO É MESMO CERTO E QUE MUITAS VEZES ERRAR, MAIS DO QUE HUMANO, É PRECISO...
ELE ERA UM SONHADOR, UM APAIXONADO, UM EMPREENDEDOR. MUITO DA SUA LOUCURA FOI PASSADA PARA MIM E SOBRETUDO O SEU DESPREZO PELO MEDO E PELO CONFORMISMO. ELE ODIAVA MEDIOCRIDADE E EU IMITO-O.
MÁS, E HÁ SEMPRE UM MÁS EM NOSSAS VIDAS, MESMO ELE SENDO ENORME, TEIMOSO E DONO DA VERDADE, A SUA HORA CHEGOU. CLARO QUE ELE DEVE TER NEGOCIADO ALGO COM ELA, POIS NINGUÉM PODERIA LEVA-LO ASSIM, SEM MAIS NEM MENOS, ALGUMA COISA ELA, A MORTE, DEVE TER DEIXADO NA SUA NEGOCIAÇÃO. UM DIA TALVEZ EU PERCEBA O QUE, MAS COMO MUITAS OUTRAS COISAS QUE ELE FEZ, OU QUE APENAS ME FALOU, TALVEZ EU SÓ PERCEBA MUITO TARDE.
TAMBÉM AOS CINCO ANOS, MAS DESTA VEZ DA MINHA IDADE, EU PERCEBI QUEM ERA AQUELE HOMEM FORTE, JUSTO E QUE LUTAVA POR LIBERDADE COM FORÇA, INTELIGÊNCIA E PERSEVERANÇA. AOS CINCOS ANOS DE IDADE EU TINHA A CERTEZA ABSOLUTA DE QUE ELE ERA O HOMEM MORCEGO E ISSO JUSTIFICAVA O POR QUÊ DA SUA AUSÊNCIA E MUITAS VEZES DA SUA DISTÂNCIA. MESMO COM ELE A RIR AS GARGALHADAS E A JURAR AO PEQUENO ALEXANDRE DE QUE NÃO ERA O BATMAN, NADA ME FAZIA CRER AO CONTRÁRIO, AFINAL OS HERÓIS NUNCA REVELAM A SUA IDENTIDADE SECRETA, NEM MESMO AOS FILHOS.
COMO EU AMO ESSE CARA. COMO É POSSÍVEL QUE AO FIM DESSES ANOS TODOS EU AINDA NÃO SAIBA AFINAL SE ELE DIZIA OU NÃO A VERDADE?
SEI QUE PODE SOAR A CHAVÃO, MAS DESCANSE EM PAZ PAI. PARTA PARA OUTRA. O AMOR QUE SENTIMOS POR VOCÊ JÁ TEM LUGAR CATIVO E COM ISSO DA SAUDADES SÓ AUMENTA. DESENCANA COM AS INJUSTIÇAS CÁ DO GUETO, A MALTA SE ARRANJA E NÃO SE PREOCUPE POIS SE FOR NESCESSÁRIO, A GENTE SE COMUNICA. EU ACIONO O BAT-SINAL.

2 comentários:

Anónimo disse...

Bom Ale, meu irmão... não preciso dizer que estou aqui lendo e chorando, né? Linda a sua homenagem ao velho Monte...
beijos, Brigitte

Brigitte Montenegro disse...

Bom Ale, meu irmão... não preciso dizer que estou aqui lendo e chorando, né? Linda a sua homenagem ao velho Monte...
beijos, Brigitte